São Paulo | Outros assuntos

Simesp se solidariza à causa dos entregadores de aplicativos


Em solidariedade à causa da Paralisação Nacional dos Entregadores de Aplicativos, membros do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) participaram de ato no último sábado, dia 25 de julho. Antes disso, os diretores também estiveram presente na primeira manifestação dos entregadores, em 1º de julho, quando distribuíram álcool em gel com o objetivo de garantir a segurança no local.

A greve dos entregadores se dá devido à alta precarização que esses profissionais enfrentam no trabalho e que se potencializou durante a pandemia. Eles denunciam as empresas Rappi, iFood, UberEats, Loggi e James, que os tratam como “empreendedores” quando, na prática, utilizam isso como forma de burlar as regras trabalhistas e não garantir direitos básicos, segundo Daniela Menezes, diretora do Simesp.

Os trabalhadores pedem aumento dos valores mínimos para corridas; maior transparência sobre as tarifas e formas de pagamento adotadas pelas plataformas; mais segurança; e fim dos sistemas de pontuação, bloqueios e exclusões indevidas.

 



COMPARTILHE ESTA NOTICIA


SIGA O SIMESP


CONTATOS

Assessoria de Imprensa

Nicolli Oliveira
(11) 3292-9147
nicolli@simesp.org.br


Redação

(11) 3292-9147
imprensa@simesp.org.br


NEWSLETTER

SIMESP - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS