28/10/2020 | Notícia Simesp

Simesp participa de ato contra a reforma administrativa de Bolsonaro


Diretores do Simesp participaram hoje, dia 28 de outubro, Dia do Servidor Público, de ato, contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 32/2020. Conhecida como reforma administrativa de Bolsonaro, a PEC visa acabar com o regime jurídico único. A mudança afetará tanto médicos servidores públicos como os que pretendem ingressar na saúde pública, uma vez que ela altera o ciclo de gestão de pessoas na admissão, progressão de carreira e facilita a demissão de funcionários gerando instabilidade.

 

Segundo Juliana Salles, secretária geral do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) a reforma é extremamente danosa para os médicos, assim como para os profissionais da educação e da assistência social. “No contexto geral o objetivo é reduzir o número de servidores e alterar a relação de trabalho justamente das carreiras atreladas aos direitos básicos garantidos em Constituição Federal como saúde, educação e assistência social”. Para a médica a escolha das carreiras afetadas é incompatível com a justificativa do corte de gastos, uma vez que ela não inclui carreiras de base salarial superior como as do poder judiciário ou militar.



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA


SIGA O SIMESP


CONTATOS

Assessoria de Imprensa

Nicolli Oliveira
(11) 3292-9147
nicolli@simesp.org.br


Redação

(11) 3292-9147
imprensa@simesp.org.br


NEWSLETTER

SIMESP - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS