01/10/2020 | Denuncie!

Simesp enviará denúncias de forma anônima sobre pagamentos de médicos via caixa dois à CPI da quarteirização


Presidente do sindicato participou de audiência da comissão ontem, dia 30 de setembro

 

O presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), Victor Dourado, participou ontem, dia 30 de setembro, de audiência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as quarteirizações dos serviços públicos de saúde. O convite para Dourado foi para falar a respeito de contratações irregulares de mão de obra de médicos durante a pandemia de Covid-19 (coronavírus).

Na audiência, ficou acordado que o Simesp levaria à comissão uma relação de denúncias, feitas de forma anônima, sobre pagamentos via caixa dois recebidos pelos médicos neste período. Por essa razão, o Simesp criou um canal de denúncias para que você, médico que passe por essa situação, relate o que enfrenta para que o sindicato consiga reunir mais provas para a investigação. O Simesp garante que a denúncia será encaminhada de forma totalmente anônima. Denuncie por WhatsApp (11) 99111-5490, e-mail relacionamento@simesp.org.br ou telefone (11) 3292-9147.

“Nós chamamos os médicos para denunciarem porque, quanto maior for o grau de segurança trabalhista que eles tenham, menor será a chance de tomar calotes. Ter um vínculo empregatício também diminui as chances de sofrer assédio ou ser dispensado dos plantões sem motivo e aviso prévio, como vimos acontecer com os profissionais dos hospitais de campanha. As chances de lutar por melhores salários e condições de trabalho é muito maior com vínculos formais de trabalho”, diz Dourado.

Ainda de acordo com o presidente do Simesp, é frequente que as próprias empresas já avisem que o pagamento é dessa forma ilegal, informando que não fornecem informe de rendimentos para declaração de imposto de renda, mas de forma velada, tomando sempre “cuidado” para que não haja possiblidade de nenhum registro do que foi falado. “Os profissionais não devem acreditar na armadilha e no discurso mentiroso dos gestores de que plantões irregulares garantem melhor remuneração, pois o que temos visto ao longo dos anos é que esses valores têm caído cada vez mais. Que não aceitemos esse tipo de contratação porque ela leva a uma degradação ainda maior das nossas condições de trabalho.”

O que configura caixa dois?

Existem várias formas de plantões pagos de forma precária, como médicos que trabalham como PJ ou como sócios minoritários, mas, neste caso, “caixa dois” trata-se de plantões que não podem ser declarados no imposto de renda e é muito comum que os médicos recebam esse tipo de proposta, que acontece principalmente com os recém-formados. Essa expressão faz referência à prática ilegal cometida pelas empresas ao não declarar seus rendimentos financeiros ou parte deles aos órgãos competentes.



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA


SIGA O SIMESP


CONTATOS

Assessoria de Imprensa

Nicolli Oliveira
(11) 3292-9147
nicolli@simesp.org.br


Redação

(11) 3292-9147
imprensa@simesp.org.br


NEWSLETTER

SIMESP - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS