20/08/2010 | Notícia Simesp

Residentes de São Paulo aderem à greve


Em assembleia no vão livre do Masp, na manhã de 19 de agosto, e em várias assembléias realizadas nos diversos serviços que contam com programa de residência médica em todo o Estado, os médicos residentes de São Paulo decidiram aderir, a partir de hoje, à greve nacional da categoria, iniciada na terça-feira, 17.

O movimento grevista reivindica aumento imediato da bolsa de residência em um percentual de 38,7%; instituição de data-base anual para o reajuste da bolsa; pagamento da 13ª bolsa; ampliação da licença-maternidade de 4 para 6 meses; pagamento do auxílio moradia e auxílio alimentação; cumprimento de carga horária máxima de 60h de trabalho semanais e melhores condições de trabalho.

Os presidentes das três entidades nacionais Cid Carvalhaes (Fenam), Roberto D Ávila (CFM) e José Luiz Gomes do Amaral (AMB), reuniram-se ontem, quinta-feira, para analisar, entre outros temas, a greve dos residentes. A Fenam, lembra o site da entidade, é a interlocutora dos residentes com o governo, cujo porta-voz é o secretário Francisco Campos, do Ministério da Saúde.

São 22 mil médicos residentes em todo o País, que decidiram, anteontem, 18, não aceitar a proposta de aumento da bolsa-auxílio em 20%. Segundo o comando da greve, será apresentada contraproposta. O presidente da Fenam ressaltou que os contatos com o governo têm sido constantes, a fim de as negociações avançarem e um acordo ser firmado “o mais breve possível”.

Manifestação em Brasília

Ainda na reunião ocorrida em Brasília, Fenam, AMB e CFM decidiram criar ações conjuntas para as comemorações do Dia do Médico. No dia 26 de outubro, os médicos percorrerão locais estratégicos, como Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal e Ministérios da Saúde e Educação. Será apresentada, em cada um dos locais, a pauta de reivindicações da categoria, presente no documento final do Enem, que aconteceu de 28 a 30 de julho, em Brasília.

Aracaju, em dezembro

Também foram definidos data e local para debater assuntos que ficaram pendentes durante o XII Enem. Temas como a recertificação dos diplomas médicos, exames de avaliação, fundações públicas e privadas serão abordados de 8 a 10 de dezembro, em Aracaju, Sergipe.



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA


SIGA O SIMESP


CONTATOS

Assessoria de Imprensa

Paulo Galvão
(11) 3292-9147
paulo@simesp.org.br


Redação

(11) 3292-9147
imprensa@simesp.org.br


NEWSLETTER

SIMESP - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS