07/07/2022 | Notícia Simesp

Quarteirizados, médicos do Hospital Municipal da Brasilândia estão sem receber há mais de 60 dias


Em carta aberta, médicos do Hospital Municipal da Brasilândia-Adib Jatene denunciam atrasos de meses no pagamento de suas remunerações. Contratados como Pessoa Jurídica, de maneira terceirizada e quarteirizada, os profissionais se reuniram ontem (6) em assembleia com o Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) onde relataram a falta de pagamentos e a existência de vínculo trabalhista. Segundo a carta, o repasse de verbas da Prefeitura de São Paulo para a OSS gestora do Hospital, IABAS, foi cortado em maio. Fora isso, eles informam que não tiveram qualquer tipo de resposta ou informação sobre o que vem acontecendo.

Com a falta de pagamentos e sem quaisquer garantias há o risco de desassistência do atendimento no local, pois os médicos se veem obrigados a entregar os plantões. Ao final da carta, eles exigem o esclarecimento sobre a falta de remuneração e o devido pagamento pelo tempo trabalhado.

carta-aberta-brasilândia copiar


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA


SIGA O SIMESP


CONTATOS

Assessoria de Imprensa

Paulo Galvão
(11) 3292-9147
paulo@simesp.org.br


Redação

(11) 3292-9147
imprensa@simesp.org.br


NEWSLETTER

SIMESP - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS