23/03/2021 | Notícia Simesp

Conquista: em visita, Simesp identifica melhora nas condições de trabalho na UBS Paulo VI


Na manhã de ontem, dia 22 de março, o Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) realizou uma visita à Unidade Básica de Saúde (UBS) Paulo VI para avaliação das condições de trabalho dos profissionais, dialogar com os médicos da entidade e averiguar se estão sendo cumpridas as normas estabelecidas pela Portaria Nº 260, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), que trata das recomendações sore o retorno aos atendimentos presenciais.

Durante a visita, os médicos informaram que, desde o envio de comunicado do Simesp sobre a visita, no dia 19 de março, as diretrizes da prefeitura começaram a ser aplicadas e houve uma melhora com a diminuição do número de pacientes agendados e criação de um fluxo de atendimento para pacientes com Covid, com a instalação de uma barraca na área externa para atendimento dos casos suspeitos.

Mesmo com a melhora na última semana, os agendamentos ainda não estão completamente adequados, segundo Victor Dourado, presidente do Simesp. O coordenador da unidade se comprometeu a resolver a situação até a próxima semana. “Houve um bom diálogo com os gestores da unidade e esperamos que isso se mantenha”.

Dourado ainda explica que, apesar de ainda precisar de alguns ajustes, as mudanças podem ser consideradas uma vitória, pois melhora a segurança dos atendimentos em um momento de pandemia. “Vale ressaltar que a demanda espontânea por atendimento está muito alta na unidade então estamos nos preocupando em tentar diminuir os agendamentos para poder aumentar a capacidade para absorver quem chega na porta. Também apontamos a necessidade de mais médicos da unidade serem destinados ao acolhimento dessa demanda espontânea”.

“Outro ponto de extrema importância observado durante a visita foi o aumento da revolta da população e agressividade com os profissionais da unidade, inclusive com caso recente de violência física”, conta Dourado. E completa: “Essa é uma preocupação do sindicato e vamos expor a situação em mesa técnica de diálogo com a prefeitura para buscar soluções para o problema de segurança dos profissionais também junto às organizações sociais (OSs). Conforme a pandemia avança e o Sistema Único de Saúde (SUS) se torna insuficiente, a tendência é a piora dessa situação.”



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA


SIGA O SIMESP


CONTATOS

Assessoria de Imprensa

Nicolli Oliveira
(11) 3292-9147
nicolli@simesp.org.br


Redação

(11) 3292-9147
imprensa@simesp.org.br


NEWSLETTER

SIMESP - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS