Home O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato Links
Simesp
Área do Médico

Associe-se Atualize seus dados Faqs Certidão de Quitação
Comunicação
 


   Editoria: De: Até:    

08/05/2019
Prefeitura de SP culpa governo federal pela não renovação de contratos dos profissionais do Programa Mais Médicos

Em reunião, o secretário da pasta explicou que aguarda retorno do Ministério da Saúde para que médicos continuem atuando nas periferias da cidade a partir de setembro

SIMESP
Profissionais do Programa Mais Médicos, que atuam em Unidades Básicas de Saúde na cidade de São Paulo, realizaram paralisação nos atendimentos hoje, dia 8 de maio. Pela manhã, os profissionais se manifestaram em frente à Secretaria Municipal da Saúde, onde houve uma reunião com o secretário da pasta, Edson Aparecido. São 46 médicos reivindicando a renovação de seus contratos de trabalho, que vencerão em junho e agosto, deixando a população da periferia desassistida. Na ocasião, o representante da prefeitura afirmou que aguarda parecer do governo federal sobre o programa para a renovação. Haverá nova reunião em duas semanas para debater o andamento da situação. Na tarde de hoje também houve reunião na Câmara dos Vereadores para debater o assunto.

De acordo com Eder Gatti, presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), mesmo que existam críticas ao modelo do programa, é preciso que a prefeitura encontre alternativas para que não faltem médicos na cidade, aumentando ainda mais o déficit de profissionais. “A responsabilidade pelo programa é do governo federal, mas a prefeitura tem obrigação de manter profissionais suficientes para o atendimento da população.”

Sobre o Mais Médicos na cidade de São Paulo
Mensalmente, os médicos do programa realizam mais de 700 consultas de pré-natal e mais de 450 consultas de puericultura (crianças de até 2 anos) no município. Eles atendem em áreas como ginecologia, pediatria, saúde do idoso e saúde do homem. São realizados grupos de saúde da mulher, diabéticos, hipertensos, exercícios, saúde mental, tabagismo, saneamento básico, planejamento familiar e redução de danos para usuários de álcool e drogas. São também feitos procedimentos como a colocação do DIU (Dispositivo Intrauterino) e visitas às casas dos pacientes.

Apesar de o Mais Médicos ser uma iniciativa Federal, neste caso, especificamente, a responsabilidade pelos contratos e pagamento da bolsa e da ajuda de custo dos médicos é da prefeitura, por Acordo de Cooperação para ampliar o programa.

Siga-nos

Fan page: https://www.facebook.com/simespmedicos

Youtube: https://www.youtube.com/simespmedicos



Voltar



O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato  Links
- Diretoria
- Regionais
- Estatuto
- Processo Eleitoral
- Perguntas frequentes (FAQ)
- Associe-se
- Atualize seus dados
- Assessoria Jurídica
- Processos online
- Campanhas Salariais
- Convenções Coletivas
- Cálculo de I.R.
- Homologação
- Banco de Empregos Médicos
- Banco de Imóveis da Saúde
- Mural de Devedores
- Simesp+
- Tipos de Contribuição
- Calendário de Cobrança
- Certidão de Quitação
- TV Simesp
- Revista DR!
- Jornal do Simesp
- Simesp Esclarece
- Movimento Médico
- Simesp na Midia
- Cultura e Arte

Sede: Rua Maria Paula, 78 - 1º ao 4º Andar | São Paulo - SP | Cep: 01319-000 | Fone: (11) 3292-9147 - | Fax: (11) 3107-0819