Home O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato Links
Simesp
Área do Médico

Associe-se Atualize seus dados Faqs Certidão de Quitação
Comunicação
 


   Editoria: De: Até:    

10/04/2019
Aposentômetro, a calculadora que soma suas perdas com a reforma da previdência
 

SIMESP
 
Em parceria com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) criou o “Aposentômetro”, uma ferramenta que calcula as perdas que a reforma trabalhista gerará para os trabalhadores. Para utilizar a calculadora basta informar gênero, data de nascimento e tempo de contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A partir dessas informações, a ferramenta calcula quanto tempo a pessoa tem de trabalho até a aposentadoria, conforme as regras atuais, e como seria se a Reforma da Previdência for aprovada pelo Congresso Nacional. Calcule aqui: http://aposentometro.org.br/.

Conhecida como PEC da Morte, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 06/2019, do governo de Jair Bolsonaro, pretende aumentar a idade mínima, bem como o tempo de contribuição necessário para a aposentadoria. “No momento mais vulnerável da vida, o trabalhador ficaria sem aposentadoria, sem garantia de sobrevida, como acontece no Chile. O país enfrenta uma epidemia de suicídios por idosos acima de 80 anos, por receberem valor equivalente a R$300 ou R$400 por mês”, explica Juliana Salles, diretora do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp). A proposta de Jair Bolsonaro também é similar à que foi posta em prática na Colômbia e México, onde sete em cada 10 trabalhadores não conseguem se aposentar.

Na prática, a reforma quer destruir a previdência social solidária (em que empregado, empregador e Estado garantem o direito à seguridade), dando lugar à capitalização individual. Ao desobrigar empresas de contribuir com a previdência, o governo pretende repassar fundos previdenciários ao pagamento de juros da dívida pública, que não correspondem às necessidades da população. “Estamos convencidos de que a reforma será muito ruim para nós também e queremos que os médicos participem efetivamente da luta pelo direito à aposentadoria”, finaliza Juliana.

Siga-nos

Fan page: https://www.facebook.com/simespmedicos

Youtube: https://www.youtube.com/simespmedicos



Voltar



O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato  Links
- Diretoria
- Regionais
- Estatuto
- Processo Eleitoral
- Perguntas frequentes (FAQ)
- Associe-se
- Atualize seus dados
- Assessoria Jurídica
- Processos online
- Campanhas Salariais
- Convenções Coletivas
- Cálculo de I.R.
- Homologação
- Banco de Empregos Médicos
- Banco de Imóveis da Saúde
- Mural de Devedores
- Simesp+
- Tipos de Contribuição
- Calendário de Cobrança
- Certidão de Quitação
- TV Simesp
- Revista DR!
- Jornal do Simesp
- Simesp Esclarece
- Movimento Médico
- Simesp na Midia
- Cultura e Arte

Sede: Rua Maria Paula, 78 - 1º ao 4º Andar | São Paulo - SP | Cep: 01319-000 | Fone: (11) 3292-9147 - | Fax: (11) 3107-0819