Home O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato Links
Simesp
Área do Médico

Associe-se Atualize seus dados Faqs Boleto Online Certidão de Quitação
Comunicação
 


   Editoria: De: Até:    

13/07/2017
Problemas na saúde de Andradina comprometem atendimento à população
Falta de medicamentos e materiais, fila de espera de quatro horas e médicos atendendo 4x mais pacientes/hora do que é recomendado virou rotina na cidade

SIMESP
De acordo com denúncias recebidas pelo Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), a saúde pública de Andradina passa por problemas graves, como falta de condições físicas e técnicas para o atendimento, número insuficiente de profissionais, falta de medicamentos e materiais e filas espera de quatro horas, 100% a mais do que o recomendado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Devido à situação, o presidente do Simesp, Eder Gatti, estará na cidade hoje, dia 14, para debater a gravidade dos problemas enfrentados pelos médicos e realizar reunião com o secretário da saúde e higiene pública, Marcelo Silva. Na ocasião, também será discutido reajuste salarial para os médicos do município.

Para Gatti, é preciso que sejam tomadas medidas urgentemente para resolver os problemas, que impactam diretamente na vida da população andradinense. “Segundo denúncias que recebemos, médicos estão atendendo quatro vezes mais pacientes por hora do que é recomendado pelo CFM, que deveria ser de três por hora. A fila de espera chega a ter quatro horas durante o horário de pico, quando o recomendado é até duas horas. Como manter a qualidade de atendimento nesses parâmetros?”, questiona. Médicos de algumas unidades também estão prestando serviços de auxiliares, como aferir pressão arterial e medir a temperatura, o que onera ainda mais o tempo de consulta.

Outra questão a ser abordada, não menos importante, é que a prefeitura está mantendo os profissionais por Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) por tempo indeterminado, “O poder público e as empresas privadas só podem usar RPA para contratações de emergência, sendo que o profissional pode trabalhar nessas condições por no máximo três meses”, afirma Gatti.


Siga-nos

Fan page: https://www.facebook.com/simespmedicos

Youtube: https://www.youtube.com/simespmedicos



Voltar



O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato  Links
- Diretoria
- Regionais
- Estatuto
- Processo Eleitoral
- Perguntas frequentes (FAQ)
- Associe-se
- Atualize seus dados
- Assessoria Jurídica
- Processos online
- Campanhas Salariais
- Convenções Coletivas
- Cálculo de I.R.
- Homologação
- Banco de Empregos Médicos
- Banco de Imóveis da Saúde
- Mural de Devedores
- Simesp+
- Tipos de Contribuição
- Calendário de Cobrança
- Boleto Online
- Certidão de Quitação
- TV Simesp
- Revista DR!
- Jornal do Simesp
- Simesp Esclarece
- Movimento Médico
- Simesp na Midia
- Cultura e Arte

Sede: Rua Maria Paula, 78 - 1º ao 4º Andar | São Paulo - SP | Cep: 01319-000 | Fone: (11) 3292-9147 - | Fax: (11) 3107-0819